3 escândalos financeiros chocantes

Wells_Fargo.jpg

Wells Fargo

3 escândalos financeiros chocantes

Para celebrar a estreia de Uma Mulher Fatal, um drama holandês sobre uma mulher que decidiu mudar o lado sombrio do sistema financeiro mundial, selecionamos três escândalos financeiros que chegaram às manchetes e causaram indignação em todo o mundo.

Wells Fargo

O escândalo da fraude das contas do Wells Fargo é uma polêmica gerada pela criação de milhões de poupanças e contas correntes fraudulentas em nome de clientes do Wells Fargo sem seu consentimento. A notícia da fraude tornou-se amplamente conhecida no final de 2016, depois que vários órgãos reguladores, incluindo o Consumer Financial Protection Bureau (CFPB), multaram a empresa em 185 milhões de dólares como resultado da atividade ilegal. A empresa enfrenta processos civis e criminais adicionais, que chegam a US$ 2,7 bilhões, até o final de 2018.

Os clientes do Wells Fargo perceberam a fraude depois de terem sido cobrados por taxas imprevistas e receberem cartões de crédito ou débito inesperados ou linhas de crédito.

HSBC – Fraude cambial

Em julho de 2016, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou dois executivos do HSBC Bank sobre um suposto esquema de câmbio de US$ 3,5 bilhões que fraudou clientes do HSBC e "manipulou o mercado de câmbio para se beneficiarem ou ao banco". Mark Johnson e Stuart Scott, ambos cidadãos britânicos, foram acusados. Johnson foi preso no Aeroporto Internacional JFK, na cidade de Nova York. Stuart Scott, que era o diretor europeu de câmbio do HSBC em Londres até dezembro de 2014, foi acusado dos mesmos crimes e um mandado foi emitido para a sua prisão. Mark Johnson foi condenado por nove acusações de fraude e conspiração usando informações antecipadas sobre operações de câmbio de clientes do HSBC.

Deutsche Bank – Lavagem de dinheiro

Em 2017, o Deutsche Bank foi penalizado com uma multa de US$ 630 milhões pelas autoridades financeiras dos Estados Unidos e do Reino Unido por acusações de ter lavado dinheiro transferido da Rússia. De acordo com os reguladores dos EUA e do Reino Unido, os sistemas de controle antilavagem de dinheiro do Deutsche Bank não conseguiram identificar transações duvidosas com um valor de até US$ 10 bilhões, sem saber quem eram os clientes envolvidos nas negociações e de onde seu dinheiro veio. Essas falhas permitiram que um grupo corrupto de corretores de bancos e entidades offshore transferisse indevida e secretamente mais de US$ 10 bilhões para fora da Rússia.

Voltar ao Uma Mulher Fatal

 
  

HSBC.jpg

HSBC – Fraude cambial

Deutsche.jpg

Deutsche Bank – Lavagem de dinheiro

Inscreva-se para receber o Boletim Informativo do Eurochannel!

Não perca as nossas últimas programações, sorteios e eventos exclusivos!