Esta Noite 20:00 - 21:30Escalada (França)

Entrevista com Peter Bebjak

Peter_Bebjak_1.jpg

Peter_Bebjak_1.jpg

Entrevista com Peter Bebjak (diretor)

Você dirigiu várias séries de televisão de sucesso, especialmente policiais, como esse estilo influenciou O informante?
Toda história é boa quando tem segredos e tensão, isso é verdade tanto no conto de fadas quanto na história de detetive. Em resumo, em toda história interessante.

Qual é a sua relação com a década de 1950 no país? Você tem alguém em sua família com quem discutiu esse assunto?
Eu cresci durante o comunismo e era difícil acreditar na propaganda, no entusiasmo e no zelo que os jovens comunistas tinham. Na minha opinião, foi uma era de fingimento, medo e mentiras.

Por que você acha que faz sentido voltar a essa época? O que torna o assunto atemporal?
Cada época tem seus aspectos próprios e pessoas que usam esses mommentos a seu favor. Oportunistas, conformistas sempre estarão em toda parte. Na maioria das vezes, elas não se importam se o regime mudar, elas podem se adaptar imediatamente e sobreviver.

Nos últimos anos, muitos filmes ou minisséries de época foram feitos. Como você acha que os diretores podem equilibrar ficção e realidade?
É importante não esquecer. Esses filmes nos dão a chance de lembrar e evitar os erros que cometemos. Se as histórias forem baseadas em eventos reais, o espectador acreditará nelas.

Como foi sua preparação para as filmagens?
Sempre preciso de informações, mas procuro fazer com que as histórias que tenham uma base histórica sejam compreensíveis para o espectador atual.

O personagem principal tem várias contradições e é um personagem bastante complicado - como você trabalhou com Jan Cina para o papel dele?
Jan é um ator inteligente e muito receptivo. Não queríamos interpretar seu personagem como um herói dos anos cinquenta, mas como alguém que pudesse ser compreendido pelo homem moderno para que todos realmente entendessem sua motivação.

Qual é a mensagem mais forte para você nesta série?
Fingir na vida real não compensa.

Você já conheceu alguém parecido com o personagem descrito em O informante?
Posso tê-los encontrado com frequência. Não sabemos sobre eles porque sua "vantagem" é a adaptabilidade absoluta.

Esta é a sua próxima coprodução tcheco-eslovaca. Na sua opinião, quais são as diferenças na abordagem da produção televisiva e cinematográfica?
Hoje, os projetos de televisão são comparáveis em qualidade aos projetos de filmes, mesmo em nossa região. Mesmo durante a quarentena, tornou-se totalmente evidente que o “mundo do cinema” é frágil e instável. É por isso que a qualidade na produção é muito importante.

Voltar ao O Informante

Inscreva-se para receber o Boletim Informativo do Eurochannel!

Não perca as nossas últimas programações, sorteios e eventos exclusivos!